Domingo, 30 de Setembro de 2012
Como escolher a lâmpada mais eficiente

Quercus atualizou o seu site Topten.pt, que permite aos consumidores conhecerem os modelos mais eficientes de lâmpadas para uso doméstico à venda no mercado nacional.

Escolher as lâmpadas para uso doméstico é agora mais fácil. A Quercus acaba de atualizar o seu site www.topten.pt , uma ferramenta online que permite aos consumidores conhecerem os modelos mais eficientes à venda no mercado português, em várias categorias de produtos.

A atualização surge na sequência da retirada do mercado no dia 1 de setembro, nos 27 países da União Europeia, das últimas lâmpadas incandescentes, mais consumidoras de energia. Aplicando critérios mais exigentes na eficácia luminosa e tempo de vida médio na seleção das lâmpadas, a atualização "vem evidenciar um claro avanço da tecnologia no que respeita à aposta das marcas numa maior eficiência dos seus produtos e um maior leque de escolhas para utilizações domésticas", salienta um comunicado da Quercus.

300 modelos de lâmpadas


 

O Topten.pt apresenta agora mais subcategorias (26) e um maior número de modelos de lâmpadas selecionadas (300), o que representa um aumento de 1/3 relativamente à última atualização.

 

Há também um maior número de modelos de lâmpadas LED, tecnologia de iluminação de grande eficiência energética "que registou também uma maior variedade no que respeita às potências das lâmpadas", salienta a organização ambientalista.

O consumidor pode comparar fluxos luminosos (lúmens), potências, tempos de arranque, temperaturas de cor, tempos de vida útil, ciclos (número de vezes de ligar/desligar), etiquetas energéticas, formatos e preços.

Combate às alterações climáticas


O Topten.pt está integrado no projeto europeu Euro-Topten Max, que reúne 21 parceiros de 18 países com o objetivo de mostrar aos consumidores que estes têm um papel ativo no combate às alterações climáticas, através das escolhas que fazem no seu dia-a-dia em termos de impacto ambiental.

site é também uma ferramenta de pressão junto dos fabricantes, para incentivar a uma melhoria contínua das lâmpadas fabricadas. Em Portugal, o Topten.pt é gerido pela Quercus e financiado pelo programa europeu Intelligent Energy Europe e pela Adene - Agência para a Energia.

Com a fase final da retirada das lâmpadas incandescentes do mercado europeu, que começou em 2009 para as potências mais elevadas (entre 100W e 60W), chegou agora a vez das lâmpadas abaixo dos 40W serem descontinuadas, até esgotarem o seu stock em lojas. Desde 1 de setembro que os fabricantes deixaram de poder comercializar este tipo de iluminação de alto consumo para uso doméstico, que gasta até cinco vezes mais eletricidade e dura 6 a 10 vezes menos do que as tecnologias mais eficientes. 



fonte: http://expresso.sapo.pt/ 



publicado por adm às 20:36
link do post | comentar | favorito
|

.posts recentes

. Novidade Avant: luminária...

. Trocar lâmpada incandesce...

. Use lâmpadas economizador...

. Philips lança lâmpada con...

. Lâmpadas de LED com Wi-Fi...

. Iluminação adequada pode ...

. Nova lâmpada com LED dura...

. As Vantagens das Lâmpadas...

. O que deve perguntar ante...

. Nova lâmpada dura 40 anos...

. Como escolher a lâmpada m...

. UE proíbe fabrico e impor...

. A lâmpada de Edison vai a...

. Uma lâmpada que gera mais...

. Philips apresenta lâmpada...

. Tecnologia LED tende a cr...

. Empresa cria lâmpada de r...

. Óbidos. Investimento em s...

. Nova Lâmpada LED imita a ...

. Microlâmpadas de plasma s...

.arquivos

. Abril 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Março 2010

.links
.tags

. todas as tags

.subscrever feeds